Congresos de GKA, [GKA ARTS 2020] Congreso Internacional de Artes y Culturas

Tamaño de la fuente: 
Objetos etnográficos em exposições de arte contemporânea como forma de criar autenticidade
Marina Oliveira Vaz Batista

Última modificación: 2020-09-08

Resumen


Temos que entender porque a mistura de arte contemporânea com objetos etnográficos é uma forma de renovar uma instituição a partir da ideia de autenticidade e também de como essa ideia é construída e recebida. Como caso principal desta obra usaremos a Fondation Cartier de l'art contemporain, que tem feito exposições sequencialmente com objetos etnográficos e obras de artistas não europeus (que sempre têm papéis secundários no eixo bipolar central de arte entre a Europa e os Estados Unidos (Quemin, 2002), como: America Latina (2014); Geometries Sud (2018-2019), Nous les Arbres (2019-2020) e Claudia Andujar: La Luta Yanomami (2020) Essas exposições oferecem uma forma de apresentar, a partir de uma mistura de categorias, obras que inicialmente pertencem a circuitos distintos, o que as diferencia de outras exposições com temas exclusivos.

Essa relação entre a arte dos “outros” e a arte do “nós” (L'Estoile, 2007) deve ser considerada a partir de processos simbólicos e econômicos (Zolberg, 1990) que vão sendo construídos ao longo dos anos. anos. Como Bourdieu também afirma (1980, p. 210)